Crypto Currency Price24H Changes
Bitcoin (BTC)
6482.8623692
-3.26%
Ethereum (ETH)
223.825213608
-8.31%
XRP (XRP)
0.4622401845
-18.97%
Presidente do Itaú está Contra as Criptomoedas?
Notícias

Presidente do Itaú está Contra as Criptomoedas?

Segundo Candido Bracher, atual presidente do Banco Itaú as criptomoedas, da forma como estão estabelecidas hoje, são algo excêntrico e arriscado. O que mostra a princípio uma clara posição contrária ao rumo e crescimento deste mercado, mas antes de qualquer coisa é importante compreender bem o que ele disse em uma publicação no site da Folha de São Paulo. 

Segundo esta publicação no site da Folha de São Paulo, Bracher respondeu a algumas perguntas feitas a ele pela plateia, na 28ª edição do Ciab Febraban, que aconteceu entre 12 e 14 de Junho no Transamerica Expo Center, em São Paulo. O evento é promovido pela própria Federação Brasileira de Bancos, realizado anualmente e trata sobre o uso de tecnologia da informação para o setor financeiro 

Segundo Bracher, o mercado de criptoativos não irá encontrar grande espaço no mercado financeiro tradicional, ao menos não a curto prazo. Então segundo ele não deverá provocar alguma diferença no atual sistema bancário. Para ele esta tecnologia não passa de uma “experiência interessante”. 

Ao ser indagado pela plateia sobre o risco de grandes empresas como Amazon, Facebook e Google, se tornarem competidores no mercado financeiro por meio destas tecnologias, Bracher respondeu: 

“Nosso mercado tem regulação extremamente restritiva. Não estou vendo o interesse delas penetrarem neste mercado num curto prazo. Tendo as mesmas regras, poderão perfeitamente participar e competir, e acho que serão competidores formidáveis”.

Banco Itaú e as Criptomoedas

Banco Itaú e as Criptomoedas

Banco Itaú Contra as Criptomoedas 

Mesmo que não transpareça no discurso do presidente do Itaú a verdade é que em atos o banco se posiciona contra este mercado, já fechou contas de corretoras no Brasil, como por exemplo o caso em que fechou a conta do Mercado Bitcoin em 2015, que chegou a recorrer no Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas acabou sendo derrotado.  

Outro caso que também ganhou destaque foi o fechamento da conta da CoinBR em 2016, que após entrar com recurso conseguiu um posicionamento favorável no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). Estes dois casos tiveram grande repercussão e fizeram com que a imagem do banco fosse vista como contrária ao mercado de criptomoedas. 

Entretanto, no início deste ano a instituição foi listada como uma das empresas que estariam utilizando o sistema xCurrent, pertencente a plataforma Ripple visando facilitar pagamentos internacionais em tempo real. Com isso podemos ver uma mudança de posicionamento do Banco Itaú com relação à tecnologia Blockchain. 

Também podemos observar que em todo o país há agências bancárias sendo fechadas, isto nos mostra que os clientes estão gradualmente aderindo aos meios digitais para solucionar suas questões bancárias e possivelmente em algum tempo já estarão se beneficiando das tecnologias Blockchain. 

Bracher afirmou que é verdade que as agências vêm sendo sistematicamente fechadas, porém que não há qualquer tipo de meta para que isso aconteça, mas que na medida em que os clientes migram para o digital no futuro realmente haverá uma quantidade muito menor de agências físicas. 

Podemos ver que mesmo uma instituição bancária que já se posicionou contra o mercado de criptomoedas aos poucos está aceitando estas tecnologias e as implementando gradualmente em seus sistemas. Com isso todos temos a ganhar devido à grande quantidade de benefícios que estas tecnologias trazem ao setor financeiro. 

Compartilhe! :)
  • 11
    Shares
coinmag

Trabalho exclusivamente online desde 2010 e com isso já promovi mais de 1 Milhão de Reais em vendas online, o que me levou a descobrir e me apaixonar pelo universo dos investimentos em Criptomoedas!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *